You make me glow, Lice

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

You make me glow, Lice

Mensagem por Alice Summers Rossetti em Qui Jul 02, 2015 9:47 pm

(A) Liceh
• NOME COMPLETO: Alice Summers Rossetti

• IDADE: 107/23

• GRUPO: Caçadores e híbridos

• PLAYER: '-'

• ARSENAL •
Uma espada que contem dupla finalidade -assim como seus donos tem duplo sangue nas veias. No copo, estende-se uma pequena lâmina, com em média dez centímetros e é ativada a apartir de uma espécie de botão que fica na lateral da arma. O cabo tem entalhes de pequenas luas minguantes, o que torna a arma mais fácil de ser segurada e menos escorregadia na mão do portador. A lâmina principal é longa e afiada, tendo cravado "Sempre ao seu lado" em seu comprimento. No centro uma pequena pedra azulada pode ser vista, e quando a lâmina pequena é ativada, essa pedra se torna vermelha.
• INVENTÁRIO •
Kyubi: Um porquinho da índia fêmea, suas patas, barriga e parte da cabeça levam a coloração grafite, enquanto as costas e outra parte da cabeça são de preto intenso e brilhante. O porquinho da índia tem o olho esquerdo azul claro e o direito com misto de azul e vermelho. Uma coleira de ouro, com uma plaquinha delicada pode ser visto no animal, na plaquinha está gravado em letras delicadas o nome "Kyubi".
Bugatti Veyron: Um veículo super moderno e seguro. O carro é blindado, super elegante e a garota o mantem sempre brilhante. O interior é todo forrado em couro branco, tendo apenas o volante negro. A lataria é de tom preto fosco e não contém sequer um arranhão. As calotas chegam a ser brilhantes, além de únicas, por terem pequenas cruzes cravadas.
Aliança: Um cordão de ouro branco com doze cruzes entalhadas, cada qual há uma pedra de topázio ao centro. A aliança fica nesse cordão, que nunca é tirado do pescoço de Alice. A aliança é de ouro amarelo e contém uma única pedra, também de topázio, os dizeres "Forever and ever" estão cravados em uma letra delicada na parte interior no aro. Essa aliança era do pai dela, ficando de lembrança à garota e vista muitas vezes como forma de se auto-torturar.
• FÍSICO •
Alice não pode ser considerada nem alta, e nem baixa, ela tem por volta de 1 metro e 73 centímetros. Não pode ser considerada gorda, tendo 70 quilos muito bem distribuídos pelo corpo que é bem definido, sendo que a garota possui seios não muito fartos e um quadril na medida certa. O rosto é levemente quadrado e com feições suaves, que ao mesmo tempo são marcantes. Os olhos levam uma tonalidade mel que chega a ficar cinza na luz da lua, assim como seus cabelos castanhos, longos e ondulados que sob o brilho prateado ficam negros. Sua pele é levemente bronzeada, mas ainda assim destaca o vermelho rosado de seus lábios carnudos. Possui uma cicatriz que corta cada pulso, mas no esquerdo é coberto pela tatuagem que revela em letras cursivas o nome da irmã "Blair". Uma outra tatuagem se forma em sua cintura, sendo um total de cinco rosas negras que se estendem até o início de suas coxas.
• PSICOLÓGICO •
As situações extremas pelas quais Alice passou afetaram-na para sempre mentalmente, sendo ela dona de uma personalidade inconstante e mutável. Quase sempre está risonha e agradável, mas poderia matar uma pessoa à sangue frio e com as próprias mãos com esta mesma expressão doce no rosto. Ela não acredita em outra forma de amor que não seja entre ela e sua irmã, e o motivo pode ser por ter sua alma permeada com ódio. Alice nunca demonstra suas verdadeiras intenções quando está em público, e não importa o que aconteça. É especialista em "fabricar" aliados, normalmente os seduzindo quando são homens. As lembranças da noite do nascimento da irmã aparecem fragmentadas e em pequenos flashes, trazendo uma tontura para a garota quando se força a lembrar; portanto, para ela o passado já não importa, apenas o futuro.
• HISTÓRIA •
Gárgulas, em pé, na frente do seu portão. Rosas, lírios, acônito, verbena... O céu nunca foi tão distante de uma criança. Um coração puro? Não para Alice, não para Blair. Um coração pesado e negro demais para ser suportado por uma criança. Uma cruz difícil de carregar durante uma infância tão conturbada como a delas... Um beijo de boa noite, uma coroa de flores, um sorrio, um gesto. Uma inocência tirada à força por um surto. Uma mulher rasgada para dar a vida a sua cria. Uma irmã desesperada para proteger um bebê. Uma criança nascida no lugar mais escuro e sem esperança de Sin Town, um lugar aonde nem Lúcifer se meteria... A mente de um psicopata.

Digamos que desde a primeira gravidez, Megan já sofria com isso e quase não deu vida à Alice. Quase... Seria um risco para a garota engravidar novamente, mas a vida é feita de desafios, e ela fora desafiada com a inesperada gravidez de Blair. Tão calma, tão angelical e tão inocente a garotinha veio ao mundo sem saber que sua vida custaria a da mãe. Uma tragédia sendo derivada de uma alegria. Como poderia Alice ou Edmund suportar a morte da mãe ou esposa? Edmund não suportara. O vampiro apenas ficou olhando o corpo sem vida da esposa na cama com os lençóis manchados com o sangue da filha recém nascida e a mesma chorando, ainda ensanguentada.

(...)

Sangue. Blair, aquela pequena fonte de vida parecia tão suculenta para o moreno...Afinal porque ela deveria sobreviver se a mãe não pudera? Com esse pensamento ele avançou para cima da cria com o intuito de acabar com seu choro, com sua fome, com o intuito de cessar aquela vida o mais rápido possível. Mas uma pequena coisa ficou em seu caminho...Não, duas coisas. Alice e uma katana. Uma garota morena, mas não muito miúda para quem tinha apenas seis anos de idade. Gritos vinham dos lábios de Edmund enquanto ordenava que a filha saísse de seu caminho, mas ela não faria. Ela não perderia duas pessoas em apenas um dia, não se permitiria isso. Uma última olhadela para Blair, que estava envolto pelos braços sem vida da mãe e então Alice abaixou a cabeça, apoinado a ponta da katana no chão enquanto segurava com força o cabo de couro negro.

Edmund só poderia rir enquanto se aproximava da garota, praguejando que ela nunca teria coragem de tirar a vida de quem cooperou para ela ter a sua. No entanto, quem mais importava para Alice era a irmã, e não o pai que já cedia à loucuras. Ainda com a cabeça baixa, a garota girou o pulso e ergueu a katana, mas esta cortou o vento; o nada à frente de Edmuno como um aviso de Deixe-me ir em paz.
Mas o homem não hesitou, e ao inves disto ele avançou na garotinha que abaixou a arma, o olhando tão assustada quanto de fato estava. A lâmina caiu em um sibilar calmo no chão e Alice sorriu, dando um passo para o lado - Desculpe papai, desculpe... - Edmund sorriu e se abaixou para ficar na altura da filha, no entanto Alice também se curvou em direção ao chão, subindo com a katana nas mãos. O pulso deslizou na diagonal contra o peito do pai e então a garota a ergueu, segurando a arma com ambas as mãos - Me perdoe... - o sorriso nos lábios era doce enquanto ela cravava lentamente a lâmina no peito do homem. A afundando cada vez mais enquanto o empurrava contra a parede. Tão pequena e tão perigosa. Pobre Alice. Pobre criança.

(...)

O corpo do vampiro cedeu. Alice estava coberta de sangue, não seu é claro. A irmã estava a salvo. Os pais mortos e tudo o que a pequena garotinha de seis anos podia fazer era fugir. E foi o que fez. Com o pequeno embrulho roxo nos braços, a katana nas costas e as lágrimas no rosto, correndo pela floresta tentando achar abrigo. Tentando achar alguém que lhe estendesse a mão. Sendo guiada pelas luzes da cidade enquanto sentia o mal espreitar-se na escuridão da floresta.

O barulho do galho se partindo, ou a luz iluminando aquela flecha a fizeram parar e a única coisa que pode fazer foi se jogar ajoelhada no chão, segurando com ainda mais firmeza a irmã nos braços. Um homem saía da escuridão enquanto a garota pedia pela vida da irmã, pedia pela salvação da caçula, não se importando mais consigo mesmo, no entanto, como poderia ser capaz de deixá-la sozinha? As mãos grossas do caçador tocaram o ombro da morena e ela se levantou pronta para correr novamente assim que ele a soltasse, mas o simples fato de "Venha comigo" fez a garota ficar parada, sem poder mexer sequer um músculo. Todas as histórias de terror começaram a passar pela mente de Alice. E se ele fosse na verdade um maníaco? Ela realmente pensava nisto... Mas aquela tatuagem, aquela simples tatuagem no pulso do garoto que dizia "Nós protegemos aqueles que não podem se proteger" mostrava que ele era um caçador. E caçadores são os bonzinhos das histórias. Eles são os que salvam as chapeuzinhos vermelhos... E naquele momento Alice apenas queria um herói, não importava de onde viesse. Ela precisava de um herói. E pelo que parecia seu herói estava diante de seus olhos.

Pensar nele sendo seu herói a fizera esquecer-se de todas as histórias em que seres anormais eram caçados por homens como aquele, e foi abaixando o olhar e aninhando Blair em seus braços que Alice o acompanhara. A casa não tinha luxo, mas ninguém precisava disto quando finalmente se tinha amor e carinho; mas também regras e rigidez para se tornar algo tão grande quando o caçador. Aos poucos Blair foi crescendo e se tornando ruiva como a mãe e com uma personalidade fora do comum. Uma coisa que todos começaram a perceber na caçula era que a mesma não tinha os genes vampirescos de seu pai, nem os bruxos de sua mãe... Era como se a mesma fosse imune. Aos poucos foi se tornando não só um gênio como também uma ótima caçadora, perdendo é claro para sua irmã. Um segredo então foi se revelando, Blair era uma Banshee... Um espírito lamentador. Uma mutação da natureza causando sua imunidade aos seres místicos que habitavam Sin Town e fazendo-a uma fonte inesgotável de sangue para Alice.

Quando a morte se aproximava, Blair gritava desesperadamente, e talvez esta fosse sua cruz, assim como o sangue era a de Alice. Uma tormenta para cada uma, algo que nunca poderiam se livrar. Estava acorrentado a elas, assim como uma estava para sempre presa à outra. E o que as Rossetti juntam, nada poderia separar.
ACHOQTODORMINDO


Alice...

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum